5827813.3a81a9f.93b0415d0c1e41d8b1d22da355145332

HISTÓRIAS DAS NOSSAS ESTAMPAS: TROPICALIA E LOLA

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this pagePin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+

Por que TROPICÁLIA?
Por que LOLA?

Conheça as histórias das nossas estampas Tropicalia e Lola.

Tarde de um sábado chuvoso no Rio de Janeiro. O outono confere um ar londrino à cidade maravilhosa. Mas, uma Londres com 350.

Mesmo sendo fim de semana, o ambiente na Zee era como de uma 4ª feira qualquer.

Computadores ligados, luzes acesas, cheirinho de café no ar…. e, claro, estagiários atendendo pedidos aleatórios de toda a equipe….

Eis que chega a tarde e, com ela, aquela fominha… Sabe aquela vontade de comer alguma coisa doce? Então… éramos cerca de 15 pessoas que matariam ou morreriam por um Sonho de Valsa para adoçar o longo processo criativo.

Lá fora, o que antes era apenas classificado como “forte garoa”, ou “chuvinha boba”, havia se transformado em uma pequena tempestade, daquelas que batem de lado na janela e geram conteúdo para os plantões dos canais de televisão.

Diante desse quadro, não tivemos outra alternativa senão fazer a única coisa que estava a nosso alcance diante de um cenário tão calamitoso: “pedir” aos 3 estagiários para irem na padaria da esquina (esquina que fica à 200 metros da Zee) comprar alguma coisinha doce!

Hahahaha!

E lá foram eles! Lógico que não precisávamos mandar os 3, mas não gostamos de perder oportunidade de ensinar pelo exemplo, e essa era uma excelente ocasião para reforçar o conceito de equipe de alto desempenho. Equipe de natação, claro.

Enquanto eles saíam porta afora brigando por espaço debaixo do único (e pequeno) guarda-chuva disponível, continuamos na nossa ingrata tarefa de definir as estampas da nova coleção que estava prestes a ser lançada.

Um dos temas já estava decidido: frutas. Mas quais? As estampas apresentadas pelo departamento criativo eram incríveis, e parecia impossível escolher somente algumas. E era aí que a confusão estava instaurada!

No meio de um desses debates inflamados sobre como o Mamão era mais atraente que a Uva Itália, e se Tomate era fruta ou não, chegam de volta os estagiários.

Ensopados, acabados, arrasados, com frio, batendo queixo, desmilinguidos….mas com um sorriso cínico nos lábios. Ninguém entendeu nada!

Ora, porque motivos será que eles estavam rindo? Tínhamos acabado de mandá-los comprar algo doce para a turma toda, debaixo de uma chuva torrencial.

Afinal, qual era a graça?

A graça estava no fato de que eles haviam ido até ao mercadinho da esquina e, para tentar dar o troco na galera, ao invés de comprarem chocolates, bombons, bis, biscoitos etc, compraram um abacaxi e uma melancia., já que a ordem foi “tragam uma coisa bem gostosa que dê pra todo mundo”.

Só que, ao entrarem na sala de reunião, com aquelas 2 frutas nas mãos, e os sorrisinhos cínicos no rosto, só faltou desmaiarem quando ouviram um sonoro coro de: “É ISSO! VOCÊS SÃO INCRÍVEIS!”.

Assim nascia a TROPICÁLIA e a LOLA.

Logicamente que os estagiários só ficaram sabendo disso quase 1 hora depois, já que tiveram que ir comprar chocolates para todos.

E dessa vez, sem o guarda-chuva.

 


por Zee.Daily

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this pagePin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+

Comentários

SE VOCÊ CURTIU ESSE POST, INSCREVA-SE E SAIBA MUITO MAIS.

Promoções, dicas de nutrição, lugares, comportamento e mais, direto na sua caixa de e-mail.